sexta-feira, abril 21, 2006

Dedicado à Teresa

Ás vezes as coisas não correm como nós queremos. Temos tudo muito bem planeado e depois, quando menos esperamos, algo nos obriga a fazer um desvio. Pode ser uma coisa pequena em temos de importância, como pode ser algo que vai abalar a nossa vida. Pode ser um espectáculo para o qual já não arranjámos bilhetes ou um livro que está esgotado. Mas também pode ser a "obrigação" de ir para um país distante ou dar o primeiro passo em direcção a uma relação que não sabemos se vai "funcionar" ou não. Provavelmente, aquilo que realmente importa é a forma como enfrentamos os desvios (pequenos ou enormes) que nos vão aparecendo. Viramo-nos para dentro ou vamos à procura de alternativas? Fugimos para "casa" (o que quer que isso seja) ou mergulhamos no desconhecido? Gostava de ser destemido em todas as bifurcações que já apareceram ou hão-de aparecer na minha vida, mas a verdade é que nem sempre o consigo. Hesito, pondero, desespero, suores frios, arrepios na espinha, e depois... Nada. E depois lá vem o empurrão que preciso, normalmente uma voz amiga que sugere, aconselha, ou simplesmente me pergunta, me obriga a pensar melhor. Por isso, esta é a minha forma de agradecer a todos os meus amigos e amigas (materializados numa única pessoa, é certo, mas que simboliza todos os que fazem parte da minha vida) que já me ajudaram a suplantar os "desvios" do meu percurso. Obrigado e um brinde à vossa!

(Nada mal para alguém que, quando começou a escrever este post, estava com uma crise de inspiração terrível, hein?)

6 comentários:

Micas disse...

É por isso que os amigos são o nosso maior tesouro!
Bom fim de semana :)

Nuno Guronsan disse...

Obrigado e igualmente, Micas! Uma beijoka grande e que o teu espaço esteja menos cinzento e triste!

Alexandra disse...

Os desvios de percurso ... cada um resolve melhor ou pior e, à sua maneira. Mas, geralmente uma ajudinha sabe sempre bem!!!

Sem inspiração e sái um post destes?? Q acontece qd estás inspirado? :))

Fica bem e bom F. de Semana!

Nuno Guronsan disse...

;))
Obrigado, Alexandra, mas a quebra de inspiração é uma constante por estes lados, ou se quiseres um desvio permanente, que nem sequer com ajudas lá vai... Mas obrigado pelas palavras simpáticas. Beijokas!

nunf disse...

Quebras de inspiração são frequentes e recorrentes lá para os meus lados! :)
Quanto à tomada de decisões... acho que é melhor nem me alongar sobre isso! ;)
Belo post!

Nuno Guronsan disse...

Obrigado, nunf! Espero que as férias estejam a correr bem, por aqui também se está muito numa de relax (bastava ver os últimos posts, né?). Beijokas!