domingo, abril 23, 2006

Coffee and Cigarettes

Há já algum tempo que tinha curiosidade em ver este filme. E depois de há uns tempos atrás me ter dado para escrever sobre este ritual, ainda mais vontade me deu de o ver. Coffee and Cigarettes é o exemplo de um filme que não tem rigorosamente nada a ver com aquilo a que normalmente nos habituámos a ver em termos de cinema. É cinema feito de pequenos nadas, pequenos diálogos e pequenas imagens, mas tudo isso se combina para observarmos retratos vivos de um quotidiano que poderia ser de qualquer um de nós. A diferença é que por aqui se passeiam nomes como Iggy Pop, Cate Blanchett, Meg e Jack White, Bill Murray, Roberto Benigni. Alfred Molina, entre outros. Aquilo com que mais me identifiquei é mesmo com as pequenas conversas sobre nada que aqui acontecem, e que podem originar tantas e tantas situações engraçadas, envergonhadas, hostis ou de puro nonsense. Apesar de não me ver a largar o café nos próximos tempos, os cigarros já não fazem assim tanta parte do meu dia-a-dia, isto pelo menos era o que eu pensava, até o Tom Waits se sair com uma frase que eu desejava que fosse minha (e de certo modo até é), "The beauty of quitting is, now that I've quit, I can have one, 'cause I've quit."

4 comentários:

Alexandra disse...

Ora bem, algo que eu naõ conhecia, opbrigado pela informação. Pelo que descreves deve ser algo bem interessante de ver.

Mas ... o cigarrinho e o cafézinho... não os deixo, com conversa ou, sem ela! Acho que ainda ainda não chegou a minha vez de me separar dessas coisas tão banais mas que fazem parte do nosso quotidiano. :))

Beijinho

Nuno Guronsan disse...

Alexandra, pelo teu comentário quase que podia denominar este de post de Serviço de Utilidade Pública (mas sem ironia;)

Beijokas!

Navel disse...

I almost say the same (not with the grace of Tom Wait, though...).
Whenever I hear the title of that film, I immediately remember "Cigarrettes and Chocolat Milk, these are just a couple of my cravings..."
I've quit, but I have one, once in a while. Because I can.

I loved the book. Not my all-time favourite, but one of the top ten.

Nuno Guronsan disse...

That song is always good to remember, and, I guess, a little more healthier ;)

Thanks for the visit!