segunda-feira, março 19, 2007

Tempo de escrever

É tempo de responder a todos os mails que se têm acumulado na inbox.
É tempo de acabar com todas as desculpas que apenas servem para adiar as respostas que custam a escrever, que magoam a alma e a esvaziam, lentamente.
A escrita doi, mais até do que pegar no telemóvel e ligar àqueles que querem saber notícias de nós. As palavras de circunstância que se podem dizer diferem muito daquelas que podemos escrever. O tempo, a saúde, o trabalho, as relações afectivas. Tudo coisas que nos rodeiam, que fazem parte de nós e daquilo que somos, mas será só isso? À medida que as palavras vão aparecendo no reply, pergunto-me o que irá pensar a pessoa do outro lado. O que irá pensar da forma como a vida me tratou, os caminhos que percorro e as encruzilhadas que deixei para trás. A maneira como o nosso futuro foi e continua a ser feito. A(s) distância(s) que nos separa(m).
Os dedos percorrem as teclas.
Qual efeito de cátarse, sinto um peso a sair de cima do meu espírito.
Custa, mas agora já comecei. Nada de passos atrás.
Send.

3 comentários:

sonialx disse...

Também irei receber um mail teu? ;)
boa semana! beijocas

Gi disse...

received.

um dia alguém me ensinou:
- na dúvida, diz;
- na dúvida, faz;
- na dúvida, sê.

.. na dúvida, send!

gi.

A disse...

Tens um e-mail especial na tua caixinha, Nuno.

Daquilo que mais gostamos.
Porque a vida faz-se disso mesmo.
Física quântica. Pois.

E o tempo que nos foge, os sonhos que nos roubam... a vida tão dificil...

Tenho saudades tuas moço.

Beijos