segunda-feira, janeiro 15, 2007

Não... à Sobranceria.

Face a isto, apenas gostava de perguntar ao sr. bispo se já alguém da sua família ou do seu círculo de amizades passou por uma experiência de IVG. Se já teve que ouvir alguém a contar-lhe o drama que viveu só para tomar essa escolha. Se já teve que segurar na mão de alguém enquanto ela lhe relatava, com lágrimas nos olhos, a humilhação que é tomar uma decisão sobre um acto que ainda é considerado erradamente ilegal. Só quando me responder afirmativamente a estas minhas dúvidas existenciais, poderemos então falar sobre a barbaridade que são estas suas declarações...

5 comentários:

rui disse...

nem deveria perder tempo a responder ao bispo de bragança. os padres e as freiras foram ao longo da história responsáveis por um gigantesco numero de abortos.

aborto intelectual é o que as campanhas pelo sim e pelo não têm praticado. É o que chamo de verborreia mental.
Já só dá para rir.

Nocas disse...

É realmente incrível...eu já nem comento....Só espero que as pessoas tenham cabeça suficiente para no dia do referento não fazerem uma barbaridade!

(há uns dias escrevi sobre o cardeal de lisboa...outro que tal...)

doceKin disse...

Continuo a achar q é uma perda de tempo tentar dialogar com essas mentes.
Em vez disso, espero mesmo que vá toda a gente votar, pq isto de falar é mto bonito, mas na hora da verdade, há mta gente q não está para "perder" tempo, com uma simples cruzinha...
Eu sei q vou estar lá, se não por mim, por todas aquelas que tiveram e que ainda vão ter q enfrentar o mau bocado que deve ser esse tipo de escolhas...

A disse...

Estás MESMO à espera que o Bispo te responda????

ehehehehehehehe....


A importância que tu dás a coisas sem importância nenhuma.

Dia 11 vamos colocar a cruz no mesmo sítio :)

(Conseguiiiiiiiii!!!! Viste?? Viste???)

Nuno Só disse...

Mas, o Sr Bispo não pode ter uma opinião? É só isto que não entendo... O Sr Bispo diz também: "É obvio que a lei deve ser cumprida. Não se fala disso de qualquer maneira e em qualquer circunstância. No dia do referendo há que a respeitar". -Ao menos o Sr Bispo respeita as opiniões dos outros.