domingo, julho 09, 2006

Cansaço

substantivo masculino


1.
fadiga; esfalfamento;

2.
fraqueza;

3.
figurado enfastiamento; enfado;

(De cansar+-aço)


© Copyright 2003-2006, Porto Editora.


Tenho que admitir que até ver que a definição de cansaço incluía uma palavra como esfalfamento, o dia tinha apenas confirmado a fadiga de regressar à rotina trabalhadeira, depois de umas férias em que permiti que o meu cérebro desligasse, no meio de livros, praia, música, cerveja, jogos de futebol passíveis de originar um enfarte, e uma inacreditável preguiça. Tudo isto contribuiu para que a semana de regresso ao conforto do "escritório" fosse quase como uma subida ao Evereste, sem o auxílio do precioso oxigénio. Foi bom voltar a ver certas e determinadas caras conhecidas, depois de duas semanas perdido no meio da multidão desconhecida que vagueia por ruas que lembram outros tempos e outras vontades. E de novo a pergunta, mas que merda faço eu aqui?

Ok, já me passou. Vira a página, Guronsan...

7 comentários:

cuotidiano disse...

Enquanto não formos apenas hologramas...

Nuno Guronsan disse...

Não sei se por vezes já não o seremos, cuotidiano...

M. disse...

Bem, pelo menos as férias dera para saborear aquela apatia fantástica que faz tão bem de quando em vez. :-D

É bom ter-te de volta e, relembro, a Coreia (ou Barcelona) estão bem mais perto do que nos permitimos admitir... ;-) [Sou o diabinho da tua consciência laboral, ehehe]

Beijos!!!

Nuno Guronsan disse...

Ora aí está uma coisa que eu estava mesmo a precisar, uma consciência laboral. Tu realmente tens uma pontaria digna de nota ;)))

Navel disse...

Sempre que chego ao escritório de manhã - este ou outro qualquer - pergunto-me se a vida é só desejar que o dia acabe e venha o próximo. Parece-me que nos limitamos a queimar tempo, sem que façamos nada com ele... talvez porque não sabemos o que "devemos" fazer.
E então eu pergunto: "o que faço eu aqui?"

Nuno Guronsan disse...

Também acho que às vezes queimamos o nosso tempo com coisas que, mesmo necessárias para a nossa (sobre)vivência, não valem nem sequer um segundo do nosso "relógio". Não é muito melhor assistir ao pôr do sol?

Força, estamos aqui uns pelos outros. Beijokas!

Nuno Só disse...

Bem, lá está.. Estás aqui para poder assistir a muitos "por-do-sol". A assistir a muitos jogos de futebol. A passar tempo com amigos. A ir ver concertos de Pearl Jam. Só que para termos umas coisas boas, temos que ter outras menos boas. É apenas a lei da vida. Se fosse tudo bom, isto era uma seca...