terça-feira, maio 02, 2006

Inside Job

"Underneath this smile lies everything
All my hopes and anger, pride and shame

Make myself a pact not to shut doors on the past
Just for today I am free

I will not lose my faith
It's an inside job today

I know this one thing well…

I used to try and kill love. It was the highest sin
Breathing insecurity out and in

Searching hope, I'm shown the way to run straight
Pursuing the greater way for all human light.

How I choose to feel is how I am.
How I choose to feel is how I am.

I will not lose my faith
It's an inside job today

Holding on, the light of night
On my knees to rise and fix my broken soul

Again

Let me run into the rain
To be a human light again

Let me run into the rain
To shine a human light today

Life comes from within your heart and desire
Life comes from within my heart and desire
Life comes from within your heart and desire"

Mike McCready

7 comentários:

Navel disse...

You already have it! McCready writes lyrics now?!? One day that band is going to throw EV out...
So, how good is it?

Nuno Guronsan disse...

I've only heard it twice but it seems really good, I can wait to listen to them live. Eddie's voice is like a Port wine, the older the better.

So far, "Inside Job" is my favourite song off the record, because of the sound but specially because of the lyrics Mike wrote. They "speak" a lot to me, specially the first few lines...

o anónimo do costume disse...

Eu sei que não vem muito a propósito... mas a mim diz-me muito a citação do dia de hoje, possivelmente retirada do conto "A Estrela" (não estou certo, pois nem sempre é fácil localizar pequenas frases). Enfim, quem me conhece já vai sabendo que eu sou como que um "vergiliano"...

Nuno Guronsan disse...

Meu caro, as tuas intervenções vêm sempre muito a propósito. Engraçado que assim que vi a citação de hoje, lembrei-me imediatamente de ti, tendo em conta as afinidades que sentes pelo Vergílio Ferreira. Sendo assim, aqui fica a citação para a posteridade (uma vez que isto muda todos os dias):

"Para que percorres inutilmente o céu inteiro à procura da tua estrela? Põe-na lá."

Ainda não é um post dedicado ao amigo anónimo, mas com o tempo isso também deverá aparecer... Abraço!

o anónimo do costume disse...

1º- Não soe a preciosismo vão, mas à correcção devida... a citação acima transcrita pertence à obra (póstuma) "Escrever" (nº49) e não ao conto "A Estrela", como se referiu por lapso 2º- Já agora, aproveitando o folhear de revisão feito, deixo só mais esta, achada ao acaso logo adiante ("Escrever", nº52) - que sirva para compensar a estopada: " O amor afirma, o ódio nega. Mas por cada afirmação há milhentas de negação. Assim o amor é pequeno em face do que se odeia. Vê se consegues que isso seja mentira. E terás chegado à verdade." 3º- Nego determinantemente qualquer acusação de tráfico de influências sobre as escolhas do "Citador", são coincidências... ;)

Nuno Guronsan disse...

E eis que as "vergilices" continuam. Quer via anónimo (que é sempre bem-vindo de vir aqui deixar umas quantas palavras), quer via Citador. Se olharem aqui para o lado, a de hoje reza assim:

"A verdade primeiro ama-se, depois demonstra-se."

Esta parte do demonstra-se parece-me ser quase uma espécie em vias de extinção, ao lado dos hipopótamos e dos ursos polares...

Canochinha disse...

Que frase tão bonita. Concordo plenamente. Já agora aproveito para dizer que também gostei do vídeo :)
Abraço