segunda-feira, março 13, 2006

Carta sobre a Felicidade

"Nunca devemos nos esquecer de que o futuro não é nem totalmente nosso, nem totalmente não-nosso, para não sermos obrigados a esperá-lo como se estivesse por vir com toda a certeza, nem nos desesperarmos como se não estivesse por vir jamais."

4 comentários:

Canochinha disse...

O eterno dilema entre acreditar ou não no destino... Cá por mim, o destino existe quando nos dá determinadas oportunidades. A parte que nos cabe é aproveitá-las ou não.

o anónimo do costume disse...

E se a imagem de epicurista não pega bem com o nosso amigo...

Nuno Guronsan disse...

Pois durante muito tempo senti uma certa alergia à definição normalmente dada à palavra destino... Acho que a definição que deixaste é bastante melhor, canochinha. Obrigado.

Achas que sim, meu amigo anónimo? Não sei, esta frase por acaso diz-me alguma coisa, mas o resto do livro é questionável... ou não...

Nuno Só disse...

"És tu que deves dirigir a tua vida, não é a vida que te deve dirigir a ti".

Provérbio Criolo
Ilha Guadalupe (Antilhas)