sexta-feira, outubro 19, 2007

31 menos dois

Hoje sonhei. Sonhei que segurava um fio de cordel. Um longo e infindável fio de cordel. Comecei a puxá-lo, com a curiosidade infantil que apenas as inocentes crianças possuem. Queria saber onde me levaria. Se atravessaria vales e montanhas cobertos por oliveiras frondosas e cobertas de fruto. Ou seria que o fio me levaria para um complexo labirinto, onde teria que enfrentar os meus próprios Minotauros pessoais, transformando o meu sonho num horrível pesadelo? Por momentos quis acreditar que, na verdade, o fio de cordel me levaria aos céus, para lá das nuvens, rodeado das almas de todos aqueles que já me deixaram. Mas no momento seguinte também imaginei que o fio descia até às profundezas dos oceanos e que eu descia com ele e que conseguia respirar sob toda aquela água e que finalmente entendia a pequena gota de água que eu próprio representava no grande esquema arquitectónico que é este planeta. Afinal de contas, continuava a puxar o fio e ele apenas me levava através da escuridão, da noite fria. Mas não sentia medo, de alguma forma que eu não compreendia o facto de ter o fio nas minhas mãos dava-me a tranquilidade que porventura me faltava quando estava acordado. E assim prossegui durante o que me pareceram horas e horas, até que cheguei a uma porta. O fio estava amarrado à maçaneta. Rodei-a e entrei para um enorme espaço cheio de uma luz que me magoava os olhos. E depois consegui ver através da luz o que estava ali e soube que era mesmo para mim. E sorri, um sorriso como há muito não via na minha face. E no segundo seguinte acordei. Estava na minha cama, no meu quarto. E a única réstia do meu sonho era o sorriso que ainda guardava comigo e a vontade de me virar para o outro lado e regressar ao meu sonho...

1 comentário:

Vertigo disse...

O que quer que tenhas visto por lá,foi especial...quando voltares a adormecer,agarra-te com força ao fio de cordel..e vem de lá com outro(s) sorriso(s) :)

Sabes que é à noite,que a maior parte das vezes,eu encontro a minha luz..

Um beijo