segunda-feira, janeiro 04, 2010

Saudades de Nova Iorque

"Depois do Natal trazemos as almas mais magoadas, é certo. Gostamos muito uns dos outros, mas com as devidas distâncias de espaço e de tempo. Depois de uma ou duas horas de contenção, por uma acumulação lenta insuspeita, abre-se uma fissura, uma brecha por onde explode a violência. As famílias são centros de alta fricção acumulada onde pessoas se obrigam a conviver muito para além da própria vontade, lugares atafulhados com miragens e fantasmas."

Pedro Paixão


(na verdade, sei demasiado bem do que ele está a falar. mas este Natal, não foi assim, foi feito de oásis que me saciaram e de afectos que afastaram o frio da noite. não me importava de para o ano ter um Natal como este. fica, desde já, na lista de compras para o ano que agora começa.)


2 comentários:

cal...formerly known as calamity disse...

:)
Parece que já...
Figas, querido Antiácido...
Para que haja abrigo para os desalojados, e festa. Que já faz falta! E sinto a tua falta.
Beijos.
Muitos.

Felicidade disse...

Também o(s) consigo entender, e quanto maior o leque, maior esse sentir.....
Ainda bem que o teu foi muito quentinho de alma, pois é de facto aquilo que esta época é......ou deveria o ser.....Além do que te desejo

Um beijo bom e claro especial