terça-feira, março 10, 2009

Acordei

A escuridão começa a dar lugar à luz. Não há mal que dure para sempre, como já se escreveu algures por este espaço. Agora só é preciso aguentar até ao final da semana, para sair de vez do casulo.

5 comentários:

calamity disse...

Bom dia.

calamity disse...

"Mas insensivelmente os lábios foram-se separando um pouco. Um dente. Subtil iluminado de pacificação serenidade alegria de ser - se te demorasses um pouco. E seres aí a vida rodeada de verdade por todos os lados. Um dente visível. Mas os lábios separaram-se mais e são agora um sorriso claro solar. E instintivamente deixei que se demorasse aí até eu poder reconhecer-lhe o esplendor. É um riso, não vou cometer a imprudência de o perder. Está na linha do céu e do mar, não vou. A juventude sem uma força excessiva de o ser. A confiança - não vou. O futuro dos séculos a quererem vir. A segurança contra o medo a vileza a degradação. A morte. Nem na realidade há nele futuro algum. Porque todos os séculos do futuro e do passado se conglomeram ali no instantâneo presente. O riso. Sem olhos nem face. Nem cabelos. Porque toda a sua ausência está lá. São olhos iluminados de uma festa terrível, cabelos de ar. Fixar-te para sempre, riso da minha pacificação."






Vergílio Ferreira, in "Na Tua Face"
http://demoniosnocabelo.blogspot.com/2009/02/mas-insensivelmente-os-labios-foram-se.html

:)

Suki disse...

Gosto desta energia. Bjs

Patricia disse...

Espero que finalmente tenhas aberto esta janela, e que o sol a tenha inundado com calor e boas energias.

(eu também ando a precisar de abrir mais a persianas :)

Beijos e boa semana!

Nuno Guronsan disse...

Abram-se então as persianas, deixe-se o sol entrar sem pedir licença, venha a sua energia, venham as palavras do Vergílio e venham os dias mais compridos e mais cheios!

Basicamente, estou a precisar de férias...

:)

Beijos.