quinta-feira, maio 22, 2008

Tempo cinzento

Há sítios que nos inspiram. Pelos quais não esperamos, mas temos esperança. Deve ser por isso que existem os blocos de apontamentos, recheados de escritos, meios-escritos, anotações, números de telefone, listas de compras, horários de aviões, itinerários feitos e desfeitos, riscos e rabiscos. Sempre à espera do momento em que algo surge, vindo do nada, e é emoldurado sob a forma de palavras, nem sempre muito claras, mas sempre com o significado que queremos dar-lhes. E é por isso que é bom haver lugares como este. Mesmo sem a mulher mais bonita de Lisboa, que devia estar de folga. E mesmo sem um autógrafo ou uma canção deste senhor. Aproveite-se a companhia de amigos e a viagem de regresso a casa.

2 comentários:

cavaleira disse...

Acho que devias aumentar a frequência desse local de semestral para mensal ou semanal, no mínimo!!!

Nuno Guronsan disse...

Eu também gostava de fazer isso... Se calhar a solução é mudar-me para o prédio em frente... Será que alguma casa disponível? Ainda recorro à Rede...

:)))