sexta-feira, maio 02, 2008

Do vinil - IV



5 comentários:

sinhã, a. disse...

Lembro como se fosse hoje. E com saudade. :-)

Nuno Guronsan disse...

E na altura ainda não havia telemóveis... :)

Vertigo disse...

Ahh,esta chançon...grande recordação :)

Abssinto disse...

Olhó glamour!

Nuno Guronsan disse...

Glamour kitsch!