sábado, fevereiro 27, 2010

famous last words

"The end is so immense, it is its own poetry. It requires little rethoric. Just state it plainly."

Exit Ghost, Philip Roth


(ou como pode um escritor encarar a sua lenta caminhada em direcção ao fim, através de uma velhice que aos poucos lhe vai roubando as suas aspirações e a sua memória, através de um mundo que já não conhece e no qual já não consegue rever a sua latente solidão. arrasador.)


2 comentários:

cal...formerly known as calamity disse...

:)

(...)
E lembrei-me como o tempo havia de ensinar,
desde a juventude à velhice,
que onde a beleza assola habituamo-nos a uma pausa nos
olhos, nas mãos e nos olhos que são o que nos diz do
pouco do que nos fica sempre.



Rui Coias

Envelhecer é esquecer. Mas também guardar a beleza.

beijos

Nuno Guronsan disse...

O esquecimento estará à partida garantido, penso eu. Mas o que se pode fazer quando sentimos que todas as gavetas do cérebro foram abertas por alguém que levou toda as coisas que estavam lá dentro? Não posso deixar de sentir um pouco de medo dessa possibilidade...

Obrigado. Como sempre.
Beijos.