sexta-feira, fevereiro 29, 2008

A casa também te vê

"A casa também te vê, és o poema,
ambos enfrentando-se imóveis,
envelhecendo e com escritos."

Pedro Mexia


3 comentários:

lenor disse...

Se não for a casa a vê-lo como um poema, que é que o vê dessa maneira? Só mesmo os olhos de uma casa! Que se as paredes têm ouvidos, também hão-de ter olhos!
Não gosto do PM, regra geral, de maneira que não estou para contemplações! Sorry, Nuno.

Nuno Guronsan disse...

Estás à vontade, Lenor.
De qualquer maneira, só deixei aqui este poema porque gostei muito da última frase, a modos que "disse" algo ao meu interior...

Beijos.

Luís Nunes disse...

Lindo o poema , adoro Mexia , porque nem só com olhos se vê. abraço , bom blog