domingo, novembro 25, 2007

Recorrente

(press play)



Retirou a faca enquanto ouvia o som característico da lâmina dilacerando a carne. Olhou para o sangue vermelho e espesso que pingava abundantemente da sua arma. Tinha de admitir um certo prazer secreto em ver as pequenas gotas libertarem-se da lâmina e tombarem indefesas sobre o solo. Era um pequenino pormenor mas que era bem mais saboreado que a torrente de sangue que corria da ferida aberta. O mesmo acontecia com a vítima. Preferia sempre o momento em que chegava o último sopro de vida a todo o esgar de dor que sucedia até à altura em que tudo ficava inerte. E normalmente bastava apenas um gesto da sua lâmina. Não mais que um gesto. Não gostava de actos repetidos. Pelo menos não sobre o mesmo pobre coitado. Porque no fundo não passava disso mesmo, um acto de pena, ou melhor de compaixão. Sentia que a morte que a sua faca lhes trazia era uma espécie de redenção, um fim para todos os pecados imundos que tinham cometido durante as suas patéticas vidas. E no fim de contas era uma morte mais sublime do que uma estúpida bala entre os olhos. No início tinha sido assim, mas detestava toda a nuvem de restos de sangue e massa encefálica que todo o acto deixava por terra. E as lâminas tinham sido sempre o seu fascínio. E o sangue com que as brindava era uma obra de arte difícil de reproduzir. E em vez de servirem para cortar pulsos, serviam muito melhor para cortar aqueles estúpidos relacionamentos em que se deixava envolver, uma e outra vez. Ela sempre tinha adorado analogias...


8 comentários:

RC disse...

Arranjas-me um x-acto?

PenaBranca disse...

versão moderna do Pó Fulminante e dos Produtos Coração (a cuja imagem, espero, não tenhas ido buscar a inspiração para escrever isto)...

RC disse...

Dediquei-te um post. :)

Nuno Guronsan disse...

RC,
um x-acto, uma lima, uma tesoura, é o que quiseres, desde que me deixes avisar a vítima a tempo :)
Já vou ver esse post...

Amigo pena, o pó fulminante seria ainda mais rápido e de facto só aquele poster é inspiração para muitos posts... :)

Polly Jean disse...

estamos a escrever bem...mesmo bem.

Patricia disse...

É preciso chamar os CSI?
(desculpa não resisti à piada fácil :)

Agora a sério, não é que perca muito tempo a pensar nisso, mas sempre imaginei que a pior maneira de morrer seria com a lâmina de uma faca. Preferia algo mais "imediato".

Abssinto disse...

fo...go! se eu a tivesse conhecido ja´ para aqui não estava! Bem!...

;)

Luís Nunes disse...

Muito bom texto, parabens.