quinta-feira, fevereiro 02, 2012

Day 2: Something sweet



Uma vez que estou longe dos "meus" travesseiros da Piriquita e dos gloriosamente diabéticos croissants do Careca, há que explorar o mundo da doçaria alentejana. Como é demasiado cedo para me atirar aos doces conventuais, e como não quero transformar todo o meu sangue em açucar líquido, fico-me por uma bolema de noz, ainda quentinha, directamente do produtor ao consumidor. Caro Álvaro, tens aqui mais um belo item para exportar e resolver de uma vez por todas esta chatice da austeridade.


4 comentários:

J. disse...

bolema de noz? huuuummmm iso parece delicioso! :)

bjs

J. disse...

"isso", claro!

Nuno Guronsan disse...

E é! Mas a mais deliciosa é a bolema de maçã. Mas esta é maior! :D

Bjs, "colega"!

anareis disse...

Querido amigo. Estou fazendo uma Campanha de doações pra ajudar os jovens rapazes que estão internados no Centro de Recuperação de Dependentes Químicos onde meu filho está interno também.Lá tem jovens que chegam só com a roupa do corpo,abandonados pela família. Eles precisam de tudo:roupas masculinas,calçados,sabonetes,toalhas,pasta de dentes,escovas de dentes,de um freezer, Roupas de cama,alimentos. O centro de recuperação sobrevive de doações,são mais de 300 homens internos.Eles merecem uma chance. Quem puder me ajudar pode doar qualquer quantia no Banco do Brasil agência 1257-2 Conta 32882-0