sábado, janeiro 10, 2009

Dez dias depois

Mesmo a respirar o ar frio que anda lá fora...
Se um dia, por mero acaso, e por razões perfeitamente desconhecidas, fôr parar ao cárcere, já sei qual vai ser a sensação do momento da abertura dos portões...
O que vale é que as borbulhas estão em risco de perfeita extinção...

4 comentários:

Patricia disse...

Agora sim, apetece-me dizer-te em alto e bom som e sem qualquer constrangimento pela tua quarentena forçada: FELIZ ANO NOVO!!!

***

A disse...

Que os portões se abram.

Meu amigo, é oficial: trouxe a gripe de Lisboa comigo!

lol

Bom regresso ao trabalho!

Nuno Guronsan disse...

Obrigado, minhas queridas.
Tenho a sensação que só agora o ano está a começar e estes últimos dez, onze dias foram vividos no limbo...

(essa coisa que pelos vistos já não existe, de acordo com o tio Bento:)

Beijos. Para as duas.

Suki disse...

Então bom começo de ano, definitivas melhoras!!!