quinta-feira, maio 06, 2010

Ser benfiquista

"Uma derrota do meu Benfica perfura-me o ânimo, sem cuidar da anestesia. Uma vitória do meu Benfica alimenta-me mais do que o mais calórico dos alimentos, e anima-me mais do que uma mão-cheia de antidepressivos. Na vitória, o amor ao clube é partilhado, mas no desaire a solidão dá-lhe uma expressão infinita e incondicional. Como acontece com a pessoa amada, o verdadeiro teste do afecto concretiza-se nos momentos difíceis. O Benfica é ao mesmo tempo afecto e privilégio, coração e razão, vitamina e analgésico, fermento e adocicante, saudade e desafio, cumplicidade e aconchego."


Utilizo as palavras de outrém pois acho que são a explicação possível para o que significa ser adepto de algo. Quando as emoções se misturam cá dentro a um ritmo avassalador, quando passamos no espaço de um minuto da maior das euforias ao mais profundo dos desesperos. E acho que isto é algo com que qualquer adepto se pode relacionar, independentemente da sua cor clubística. Todos somos treinadores de bancada, todos achamos que sabemos a táctica perfeita, todos pensamos que sabemos o segredo por trás da vitória, dos golos, das bandeiras e dos cachecóis a rodopiarem no ar. No fundo, não passa de um jogo, algo que também atravessa a nossa vida, mas que não passa disso mesmo, de um jogo. Que por vezes se leva a si próprio demasiado a sério, mas enfim, se fosse a feijões a paixão não existiria. Assim, e independentemente do que aconteça este próximo fim-de-semana, neste campeonato o meu clube já me deu enormes alegrias. Desde a avalanche de golos, aos passes de letra do Di Maria, dos pontapés bombásticos do Carlos Martins, às fintas do Saviola, dos pulmões enormes do Ramires, ao nervoso miudinho de cada vez que o Cardozo ia marcar uma penalidade, da força de vontade do Jorge Jesus, às vezes em que preferia que o mesmo Jesus ficasse mudo e calado. Houve de tudo este ano e agora que, sem cinismos, espero que o campeonato fique ganho, mesmo que isso não aconteça, o meu Benfica já cumpriu uma coisa em relação a mim. Devolveu-me, nem que seja só este ano, o gosto de ver futebol bem jogado. E isso, é bem melhor que um Picasso de 81,3 milhões de euros (ou não...).

4 comentários:

A disse...

É HOJE!!!!!! (Será? lol)

A Psicóloga está de volta da pior maneira possível... diz-me Nuno, que és tão sábio: o que é que se passa afinal com Cabo Verde? O que é que as pessoas têm contra Cabo Verde? lol

Beijinhos

Luis Mendes disse...

E no fim de contas, o teu/nosso Benfica não deixou ficar mal os seus adeptos... Sejamos ou não crentes, Jesus fez a diferença... Abraço

Nuno Guronsan disse...

Querida A,
Cabo Verde é um sítio impecável. Pois se até tem benfiquistas com fartura! A minha dúvida mesmo é o que é que será que isso tem a ver com sexo anal... Ele há com cada doidinho(a) neste mundo...
Beijos grandes.

Amigo Luis,
Jesus é grande, os jogadores são enormes, e as orelhas do Luis Filipe Vieira continuam gigantescas! Assim, o Benfica só podia mesmo ser o maior do mundo :D
Forte abraço!

Anónimo disse...

This will astonish you!

ZEITGEIST: ADDENDUM

Money as debt


HydrogenCar

project camelot magnetic motor


AMAZING!!

OZONATED WATER: CURE ANYTHING!

http://www.stoptherobbery.com/

Monatomic Gold


Dangerous

EXITOTOXINS

Monosodium glutamate (MSG)
Aluninum
Aspartame
Mercury


IMPORTANT

Flouride in water