domingo, março 23, 2008

Feriado

"É feriado, domingo interessante.
Aos pares, as horas passam.
As raparigas foram merecidamente lanchar
com os namorados a Sintra (conduzem eles).
As velhas que espreitam a vizinhança continuam.
As pessoas anónimas lançam
olhares anónimos quando se cruzam.
Não há frio nem candor.
Cheira a feriado.
Alguém fala sobre o sangue de Cristo."

Pedro Mexia

3 comentários:

sinhã, a. disse...

Se fosse como o vento, ocuparia todo o espaço. :-)

Nuno Guronsan disse...

Qual, o Cinzento?
Estás à vontade...

:)

sinhã, a. disse...

O do feriado: Cristo. :-)